BREAKING NEWS
latest

20/10/2010

Imprensa de Ouro Preto diz que Testoni "sumiu" com 120 mil reais da publicidade



Em uma reunião histórica, jornalistas e radialistas da imprensa de Ouro Preto do Oeste, se reuniram na manhã desta quarta-feira (20) na sede do jornal eletrônico OPORTALRO.COM para discutirem os novos rumos da classe jornalística do município.
Encabeçada pelo radialista Amilton Alves (Rádio FM do Povo 94,9) e o jornalista Rodrigo Guerreiro (Oportalro.com), diversos temas foram abordados, destacando o descaso do prefeito Alex Testoni (PTN) com os profissionais da área.

Há cerca de 4 meses Testoni licitou a mídia da prefeitura e uma empresa de Ji-paraná foi a vencedora. Aproximadamente R$ 120 mil seria dividido e distribuído para a imprensa local divulgar os atos legais do Executivo.
Mas não é bem isso que aconteceu, o que se sabe é que apenas um radialista de uma emissora de rádio local vem sendo beneficiado com o dinheiro da mídia e provavelmente uma produtora cinematográfica de Porto Velho teria recebido do mesmo processo, valores altíssimos para produzirem cerca de 30 mil DVD's com duração de 15min.
A mesma equipe ficou hospedada no município durante 20 dias, produzindo o tal vídeo, os DVD'S foram distribuídos como material eleitoreiro na campanha do irmão do prefeito, deputado eleito Jacques Testoni.
O jornalista Alexandre Araújo (Ouropretoonline) disse não entender o direcionamento da mídia para apenas um veículo de comunicação, não tendo informações para onde estaria indo o restante do dinheiro.
"Não podemos mais aceitar esse descaso com nossa classe, quando o "Coroné Testoni" (prefeito) é intimado pelos órgãos responsáveis, como de exemplo o Ministério Público (MP), aí se lembra da imprensa, temos exemplos em nosso meio, de profissionais que assessoraram Testoni e depois quando quis uma independência profissional, o prefeito os perseguiu, chega de coronelismo", ressaltou Alexandre.
Já o jornalista Rodrigo Guerreiro (Oportalro.com) afirma que por diversas vezes buscou informações sobre o processo licitatório da mídia, mas que a documentação está sob a responsabilidade do assessor do prefeito Testoni, Antônio Zenildo, que segundo informações é o assessor especial da prefeitura.
"Não somos adversários do prefeito, pelo contrário, moramos aqui e queremos o melhor para Ouro Preto, só não vamos mais aceitar a as atitudes tomadas por ele e por demais assessores referentes à imprensa local, a meu ver alguém está sendo beneficiado com o dinheiro da mídia e não somos nós, os profissionais do município", destacou Guerreiro.
O jornalista Edmilson Rodrigues (Correio Central e Folha de Rondônia) disse que a imprensa em Ouro Preto nunca foi tratada com tanto descaso como vem sendo agora. Segundo ele, nas gestões anteriores como na de Carlos Magno e até mesmo de Irandir de Oliveira, era valorizada e os atos do Executivo eram levados a conhecimento da população. "Estamos marcando para semana que vem uma nova reunião, onde já temos presença confirmada de representantes do Sindicato dos Jornalistas do Estado de Rondônia (SINJOR) e membros do MP, também não podemos aceitar que assessor do prefeito que não é registrado no Sinjor passe por repórter fotográfico a fim de prejudicar a gente", finalizou Edmilson Rodrigues.
Presente na reunião, radialista Amilton Alves (Rádio FM do Povo 94,9, Edmilson Rodrigues (Correio Central), Alexandre Araújo (Ouropretoonline), Roni Tosta (Ouropretodooeste), Crescencio Júnior e Rodrigo Guerreiro (Oportalro.com). Os mesmo querem saber como foram pagos, onde está a nota fiscal dos milhares de DVD'S, distribuídos em todo o Estado durante o período eleitoral.

Fonte: O Observador
« ANTERIOR
PRÓXIMA »

Nenhum comentário