STF condena ex-deputado a 13 anos de prisão por desvio de verbas

Da reportagem do TUDORONDONIA
O Supremo Tribunal Federal condenou o ex-deputado federal Natan Donadon (PMDB) a 13e três meses de prisão em regime fechado por peculato e formação de quadrilha. Natan Donadon, que obteve, para sua reeleição, mais de 50 mil votos no último dia 3, renunciou ao mandato de deputado federal no final da tarde dessa quarta-feira para tentar escapar do julgamento no STF, mas sua manobra foi uma fraude, como reconheceram os próprios ministros da Corte.
Ao renunciar, Natan Donadon queria que o STF enviasse seu processo para ser julgado por um juiz em Rondônia, o que acabaria por levar à prescrição o crime de formação de quadrilha.

Irmão do deputado estadual Marcos Donadon (PMDB), Natan Donadon ajudou a roubar R$ 8 milhões e 400 mil reais (em valores da década de 90) da Assembléia Legislativa de Rondônia. Ele agiu juntamente com o irmão deputado e o empresário Mário Calixto Filho, dono do jornal O Estadão do Norte, no esquema que envolveu simulação de prestação de serviço e contrato fraudulento. Parte do dinheiro era destinado ao pagamento de veículos de comunicação para não denunciarem os esquema de corrupção na Assembléia, mas o grosso do dinheiro roubado do Poder legislativo foi embolsado por Mário Calixto, que criou empresas fantasmas com o único objetivo de perpetrar o esquema.