Confissões de um governador

Marcelo de Moraes / BRASÍLIA - O Estado de S.Paulo


Novo governador de Rondônia, o médico Confúcio Moura (PMDB) transformou seu blog pessoal numa espécie de diário da transição e dos primeiros dias de sua administração. A novidade é que aproveita para desabafar e fazer confissões.
Ao desejar Feliz Natal para seus seguidores, no dia 23, o governador eleito aproveitou para reclamar do assédio que sofreu de pessoas que buscavam vagas na sua equipe. "Desço hoje pra casa, para brincar de cavalinho com as netas. Melhor ser montado por elas do que por muitos marmanjos que estão querendo me meter o bridão e espora. Aí, pra mim, é demais", escreveu.
A formação da equipe também foi alvo da "sinceridade". "O fim de ano está chegando. Não dá mais para ficar nesta "enrolação" sem fim. Só sei o seguinte: tem gente muito melhor por aí, mas os que nomeei foram os possíveis."
Já empossado, Confúcio manteve o estilo contando como foi a visita que fez, acompanhado pelos novos secretários, a um pronto-socorro, uma escola e uma penitenciária. Sobre o pronto-socorro João Paulo II, não economizou nas críticas: "Bem mais feio do que é dito, quase dantesco, um quadro de verdadeiro horror, sofrimento humano exposto, deprimente à vista de qualquer vivente sadio ou doente. Não combinou o meu discurso à frente do Palácio com a realidade", disse. "Calamidade pública na saúde de Rondônia", emendou.
O governador também já usou o blog para cobrar eficiência dos seus futuros auxiliares. "Muita gente pode estar pensando: fui indicado, sou isto e sou aquilo, vim pra ficar, ninguém me tira, tenho padrinho forte (...). Tire isto da cabeça. Comigo não, meu bem", diz.
O novo governador de Rondônia diz não ver problemas ao se expor com o estilo de seus comentários. "Uso mídias sociais há vários anos. Fui um dos primeiros deputados a ter uma página na internet. Continuo interagindo diretamente com o povo", disse ao Estado.
 
Fonte: O Estadão
Link: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110110/not_imp664076,0.php