BREAKING NEWS
latest

19/02/2011

Radiação solar em Belo Horizonte atinge nível extremo

Diferente de São Paulo, que desde o começo do ano passa por uma temporada de chuvas intensas, com pontos de alagamento que  causam caos na cidade, Belo Horizonte completa 30 dias de estiagem. O mais preocupante é que na sexta-feira (18) o índice de radiação ultravioleta (UV) chegou a 12 na capital mineira, em uma escala de 1 a 14.
Segundo a metodologia de medição do Cptec (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos), do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) o nível atingido é considerado extremo.
A alta incidência de radiação UV na Grande Belo Horizonte deve permanecer até o início da próxima semana. Não há previsão de chuvas para os próximos cinco dias e o céu ficará parcialmente nublado. Segundo os meteorologistas, uma massa de ar quente e seca predomina na capital, o que resulta na estiagem que dura mais de um mês.
A temperatura é alta e, neste sábado (19) e  no domingo (20), os termômetros devem registrar máxima de 31 graus. Entretanto, o espelho d´água da Lagoa da Pampulha é mantido em nível baixo.
Para a assessoria de comunicação Regional Pampulha, foi necessário reduzir em 15 cm o nível do espelho, que é o principal cartão postal da cidade, para evitar transbordamento caso haja chuva forte.
Devido a forte radiação solar, os cuidados com a pele devem ser redobrados. As pessoas devem evitar tomar sol das 10h até as 16h. Para o dermatologista Marcelo Grossi Araújo, a radiação ultravioleta é muito forte no verão brasileiro, contudo, nos outros períodos do ano a prevenção também deve ser feita.
- A grande exposição aos raios UV, sejam eles UVA ou UVB, pode causar várias doenças de pele, inclusive o câncer. Além disso, ela provoca o envelhecimento precoce dos tecidos, enrugando-a e ressecando-a mais facilmente, e também manchas. Por isso, a preocupação em se esconder do sol deve ser constante, recomenda.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma rápida exposição à radiação ultravioleta é essencial ao organismo. Cerca de 30 minutos, três vezes por semana é o suficiente
.Do R7, com Hoje em Dia
« ANTERIOR
PRÓXIMA »

Nenhum comentário