SUICÍDIO - Jornalista Paulo Queiroz é encontrado morto por familiares

O jornalismo rondoniense perdeu Paulo Queiroz Bezerra, articulista político consagrado, que militava na imprensa regional há mais de três décadas. Seu corpo foi encontrado por familiares, na sede do jornal eletrônico Rondoniasim, situado na Avenida Campos Sales, com Sete de Setembro, no centro de Porto Velho.
De acordo a perícia técnica o jornalista cometeu suicídio. Ao lado de eu corpo encontrava um frasco de remédio, não revelado qual era. Segundo informações colhidas no local, Paulo Queiroz estava sumido desde segunda-feira e andava deprimido desde a morte do amigo e empresário Manoel Mendonça, o Manelão.
O corpo do jornalista só foi encontrado depois que a dona do imóvel sentiu um cheiro desagradável vindo da sala alugada e chamou a mulher dele, que acabou encontrando-o já em estado de decomposição, confirmando que havia alguns dias que ele devia estar morto.
Natural de João Pessoa (PB), Paulo Queiroz iria completa 63 anos no próximo dia 15 e deixou três filhos naturais e dois adotivos.
CARREIRA
Colaborador do portal gentedeopiniao, Paulo Queiroz teve uma trajetória consagrada no jornalismo de Rondônia. Foi presidente do Sindicato dos Jornalistas de Rondônia, correspondente do Jornal do Brasil (RJ) na Amazônia, foi articulista político dos jornais O Guaporé, Diário da Amazônia e tantas outras publicações locais e, recentemente tinha  retornado ao  jornal Estadão do Norte. Polivalente, atuava também na recém-criada revista Painel Político e site Tudo Rondônia.
Fonte: Rondôniaaovivo