ESSA NOVA FORMA DE COZINHAR ARROZ DIMINUI AS CALORIAS PELA METADE


Os brasileiros sabem qual é o prato que agrada a maioria dos tupiniquins: arroz, feijão, bife acebolado e batatas fritas (se tiver um ovo frito também, é de bom grado). Para muitos, o arroz é um dos alimentos base, é barato, fácil de cozinhar e, quando bem feito, uma delícia.
Mas para quem tenta emagrecer, o arroz não é uma escolha tão boa assim. Uma xícara de arroz cozido tem cerca de 240 calorias que podem ser convertidas em gordura caso não sejam queimadas. Mas afinal, existe uma maneira de fazer arroz com menos calorias? Isso é o que a gente vai mostrar para vocês nessa matéria.

Como fazer arroz com menos calorias

Pesquisadores do Sri Lanka descobriram uma maneira de cozinhar o arroz que reduz pela metade as calorias. E não foi só isso, essa nova maneira de cozinhar o grão ainda traz outros benefícios importantes. Qual é o segredo? �"leo de coco. Você precisa adicionar a substância cerca de 3% do peso do arroz que você vai cozinhar.
Ficou confuso em relação a quantidade? A medida é aproximadamente uma colher de chá de óleo de coco para meia xícara de arroz. Os pesquisadores disseram que depois de ficar cozido, eles colocaram por cerca de 12 horas na geladeira. Depois, para comer, eles apenas esquentaram o alimento no microondas e comeram um arroz mais saudável.
Mas por que diabos o arroz fica mais "magro" quando isso é feito? O fato é que nem todos os amidos são iguais. Existem dois tipos principais. Os amidos digestíveis, que nossos corpos rapidamente transformam em glicose e armazenam como gordura se não os queimamos, e os amidos resistentes, que não são quebrados em glicose no estômago, têm um baixo teor calórico.
Em vez disso, eles passam para o intestino grosso, onde agem mais como uma fibra dietética e podem fornecer todos os tipos de benefícios úteis para o intestino. Alguns pesquisadores já haviam notado que alguns tipos de arroz parecem ter amido mais resistente do que arroz cozido.
Por isso os pesquisadores do Sri Lanka resolveram investigar mais. Eles testaram oito maneiras diferentes de cozinhar arroz em 38 tipos diferentes de grãos encontrados no Sri Lanka, e descobriram que adicionando uma gordura como o óleo de coco antes de cozinhar e, em seguida, resfriando imediatamente o arroz, eles poderiam mudar a composição de amido do arroz.
O óleo de coco funciona interagindo com as moléculas de amigo e alteram sua "arquitetura". No caso, o resfriamento por 12 horas leva à formação de ligações de hidrogênio entre as moléculas de amilose fora dos grãos de arroz, o que também o transforma em um amido resistente.
É claro que não deve ficar tão bom quanto o arroz convencional que comemos, mas para quem adora o alimento e tem problemas com o peso, talvez essa seja uma boa solução.