BASTIDORES: Empresários teriam pressionado governador para nomear secretário

Um áudio obtido com exclusividade pelo jornal, gravado por uma liderança política da Zona da Mata de Rondônia, sugere que a nomeação do vilhenense Evandro Padovani para Secretaria de Estado da Agricultura, teria sido feita, pelo governador eleito Marcos Rocha (PSL), sob intensa pressão.


De acordo com a gravação, um vereador da região central do Estado teria testemunhado uma reunião em Cacoal, onde um grupo de empresários, alguns ligados ao agronegócio, teriam encostado o governador na parede e anunciado que não apoiariam outro nome senão o do vilhenense para comandar a Seagri.


Com a experiência de sete anos comandando a Pasta nas duas gestões do governador Confúcio Moura (MDB), eleito senador este ano, Padovani, que concorreu a deputado federal e não se elegeu por menos de mil votos, abraçou a candidatura de Rocha desde o primeiro turno. Por isso, poucos entenderam ele não ter sido anunciado na primeira leva de secretários, divulgada pelo governador nas redes sociais.


JODAN TÁ UMA ONÇA!

Especulações dos bastidores da transição de governo davam conta de que o nome de Rocha para a Seagri seria o do atual vice-governador, Zé Jodan (PSL), que estaria irritado por ter perdido o cargo, ainda mais por suposta pressão do “setor produtivo”, do qual ele diz ser um dos expoentes.


O site não conseguiu contato com a assessoria do governador, mas já abre espaço para que ele comente o caso, se eventualmente tiver interesse em se manifestar.

Fonte: Rondoniaovivo