BREAKING NEWS
latest

15/01/2019

Garoto droga menina e abusa dela enquanto ela morria

Jovem Brian Varela, de 20 anos, foi condenado a 34 meses de prisão por ter deixado morrer Alyssa Noceda de 18 anos, depois de oferecer drogas, abusando dela e ir jogar jogos de vídeo em vez de tomar ela a um hospital.
A sentença foi dada em 15 de novembro e o fato aconteceu em Lynnwood, Washington, nos Estados Unidos, em fevereiro deste ano, quando Varela convidou Noceda à sua casa móvel e lhe ofereceu drogas como Percocet e THC, o que causou uma overdose nela.
Varela estava ciente do que estava acontecendo com a garota, ainda abusou sexualmente dela, tirou fotos e foi jogar videogame enquanto a menina morria, disseram as autoridades no julgamento.
“Estou horrorizada É uma piada. É como um tapinha na mão por tirar a vida de alguém e estuprar outro ser humano”, disse a mãe de Alyssa, Gina Pierson.
Pierson disse ao site do KCPQ que ele está pedindo justiça depois que o homem responsável pela morte de sua filha passa menos tempo na prisão do que um ladrão de carros.
A polícia diz que aconteceu dentro de uma casa móvel perto do Lago Marta. Documentos judiciais indicam que Noceda usado maconha e medicamentos prescritos que Valera compartilhados com ela, mas logo perdeu o conhecimento e os seus lábios virou azul.
Documentos judiciais dizem que Valera enviou fotos e mensagens de texto para amigos que disseram que ela desmaiou e que ele teve relações sexuais com ela, mas nunca pediu ajuda.
“Ela morreu de uma overdose aguda combinada de fentanil e uma overdose genérica para Xanax “, disse Pierson.
Depois de abusar de Alyssa, o menino decidiu deixá-la nas más condições em que ele estava e jogou videogames até adormecer; Na manhã seguinte, Brian percebeu que a menina não estava mais viva e a deixou para ir trabalhar.
Durante suas horas de trabalho, Brian contou a um de seus colegas o que havia acontecido, ele alertou a polícia.
Agentes de segurança foram ao apartamento do estuprador e encontraram Alyssa morta; informou que suas pernas estavam quebradas, porque Brian aparentemente tentou colocar o corpo em uma caixa para enterrá-lo e escondê-lo mais tarde.
Varela foi condenado a menos de três anos de prisão por homicídio no segundo grau, estupro no terceiro grau e eliminando ilegal de detritos.
“Ele escolheu não fazer nada. Ele sabia o que estava acontecendo, ele tornou óbvio na mensagem de texto e nas fotos que ele enviou para seus amigos “, disse Pierson.” Ele sabia tudo o que estava acontecendo com ela e decidiu não fazer nada.”
Valera poderia ter pedido ajuda e evitado acusações de porte de drogas graças à lei do bom samaritano do estado. Em vez disso, os registros judiciais dizem que ele estuprou sua vítima, tentou esconder a evidência de DNA em seu corpo e planejou enterrá-lo em um buraco perto de Marysville.
A mãe de Noceda diz que espera que os legisladores prestem atenção a este caso e que mude a lei estadual para garantir que outros infratores enfrentem punições mais severas.
Fonte: Mceara
« ANTERIOR
PRÓXIMA »

Nenhum comentário