Break

Noticias

Governador Marcos Rocha afirma que desenvolver comércio faz parte das estratégias para aquecer a economia de Rondônia

Governador Marcos Rocha afirma que apoiará atividades produtivas e aponta medidas para manter equilíbrio fiscal em reunião com representantes da Fecomércio
O governador de Rondônia, Coronel Marcos Rocha, se reuniu nesta quarta-feira (16) com o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia (Fecomércio), Raniery Coelho, acompanhado de diretores para discutir ações de parceria para fomentar a economia do Estado através do aquecimento do comércio local.
‘‘O desenvolvimento do nosso Estado passa pelo comércio, pela indústria, pelo agronegócio e nós vamos fazer de tudo para investir nessas e outras demandas para que Rondônia possa crescer’’, afirma o governador.
Ele apontou ainda as medidas adotadas para que o Estado que se encontra no azul, ou seja, com pagamento de servidores em dia e honrando com os demais compromissos financeiros não tenha o mesmo desfecho de outras unidades da federação que estão em condição econômica crítica.
‘‘O governo do Estado está ‘inchado’ porque são muitos cargos e ás vezes com uma divisão não adequada. Então vamos fazer o enxugamento do Estado e a reestruturação das nossas secretarias. Toda cautela é pouca nesse momento por isso a aplicação de mão de obra técnica no Estado, pessoas que saibam o que estão fazendo. E nós precisamos entender que esse é um momento diferente. Eu fui eleito pelo povo, com o apoio do povo e objetivo agora é reduzir a máquina pública para que o estado possa se desenvolver’’, considera o governador.
O presidente da Fecomércio disse que coloca a instituição a disposição para dar todo o apoio necessário para o desenvolvimento do Estado e convidou o governador a fazer uma visita a mesma e conhecer as ações que o Estado já desenvolve em parceria com a instituição. Também foram citados outra temas que devem ser discutidos com profundidade como a melhoria da malha aérea e dos aeroportos e o desenvolvimento de Guajará-Mirim.
Além de tratar das contribuições sociais do Sistema S. ‘‘Eu já fui um dos beneficiados quando era criança pelo sistema. Eles ofereciam no entorno da região pobre que eu vivia no Rio de Janeiro aula de natação, lutas e colônia de férias. Não tem como esquecer a importância da Fecomércio, do Sistema S, não tem como a gente não trabalhar em conjunto com eles’’, afirma o governador.
Fonte: tudorondonia

Nenhum comentário

GIRO NA NOTÍCIA

randomposts