BREAKING NEWS
latest

23/07/2019

Microempreendedores crescem com apoio do Banco do Povo

O atual cenário econômico tem colaborado para o surgimento de microempreendedores de diversos segmentos, como: costura, artesanato, oficinas, pequenos comércios, peixarias, além dos produtores rurais que buscam expandir os negócios. São este sonhadores, pessoas comuns com grandes talentos e habilidades, que aquecem a economia da região. Mas, para tirar o sonho do papel, muitos recorrem às linhas de crédito. A Associação de Crédito Cidadão de Rondônia (Acrecid)/Banco do Povo está entre as primeiras opções. Desde sua criação já beneficiou mais de 60 mil pessoas.
De acordo com dados do relatório anual de execução de atividades 2018/2019 da instituição, o setor informal é o que mais tem buscado por empréstimos em Rondônia. Desde 2016 se mantém acima dos 90% e, em 2018, alcançou os 98%. O Programa Microcrédito Produtivo e Orientado, ofertado pelo Banco do Povo, tem sido o diferencial. Oferece empréstimos com valores entre R$ 300 a R$ 30 mil reais, de forma simples e sem burocracia, pois conta com ações integradas com o poder público e demais entidades. Em 2018, mais de 2.038 pequenos projetos foram financiados, com um montante de mais de seis milhões de reais em investimentos.
O diferencial é a oferta de crédito simples e sem burocracia Fotos: Jeferson Mota, Nilson Santos e Arquivo
Outro diferencial é que os agentes de crédito da instituição vão até o pequeno empreendedor, tirando dúvidas e prestando todas as orientações necessárias. “Nós buscamos criar um laço familiar com este microempreendedor, pois sabemos a importância dele. Temos atendido, também, as famílias do Baixo Madeira, que perderam tudo na enchente de 2014. Recentemente foram mais de 100 famílias atendidas. É um trabalho, antes de tudo, humanitário”, afirmou o diretor presidente Manoel Serra.
Passando a operar a partir de 2004, o Banco do Povo já possui cerca de 33 postos de atendimento, incluindo a matriz localizada na rua João Goulart, 2182, bairro São Cristóvão, em Porto Velho.  Com mais de 15 anos de atuação, já realizou mais de R$ 57 milhões em empréstimos.
“O governo atual tem se mostrado interessado em expandir os pequenos negócios, fortalecendo, assim, a economia, e valorizando ainda mais os nossos produtores e microempreendedores. Sempre costumo dizer, todos esses avanços só foram possíveis graças as parcerias firmadas com o poder público e demais entidades”, finalizou o presidente da instituição.
« ANTERIOR
PRÓXIMA »

Nenhum comentário