BREAKING NEWS
latest

21/07/2019

Rondônia pretende ser referência na Região Norte na formação por meio do ensino integral até 2024

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), até o ano de 2024, tem como meta tornar o estado de Rondônia uma referência da Região Norte na formação do estudante por meio do ensino integral, proporcionando formação acadêmica de excelência, competências para transitar na sociedade do século XXI e formação com foco num projeto de vida.
Em Rondônia, o Programa Escola Novo Tempo atende educandos de onze escolas e tem como proposta melhorar a qualidade do ensino nos estabelecimentos da rede pública estadual por meio da adesão ao Programa de Fomento ao Ensino Médio em Tempo Integral do Ministério da Educação (MEC).
IDEB
Com base na divulgação dos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), em 2017 destaca-se  que essas escolas tiveram excelente resultados, pois cinco escolas de tempo integral ficaram entre os primeiros colocados em relação as escolas públicas estaduais de ensino médio em Rondônia: 1º lugar, a Escola Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral (EEEMTI) Cândido Portinari, em Rolim de Moura, com 5,2 pontos; 2º lugar , a EEEMTI 7 de Setembro de Espigão do Oeste com 5,1 pontos; 3º lugar EEEMTI Juscelino Kubitschek de Oliveira, de Alta Floresta, com 5,0 pontos; 4º lugar, EEEMTI Heitor Villa Lobos de Ariquemes, com 4,9 pontos e em 5º lugar, a EEEMTI Alejandro Yague Mayor de Ji-Paraná com 4,8 pontos.
INDICADORES
Os resultados do Enem de 2018, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no último mês de junho foi mais um comprovador do excelente trabalho que as EMTI’s vêm desenvolvendo.
Das 10 escolas estaduais que tiveram os melhores resultados em proficiência nas provas objetivas, cinco são escolas que pertencem ao Programa, sendo elas: 2º Lugar a EEEMTI Cândido Portinari de Rolim de Moura; 3º Lugar a EEEMTI Alejandro Yague Mayor de Ji-Paraná, 5º Lugar a EEEMTI Marechal Rondon de Vilhena, 6º Lugar a EEEMTI Heitor Villa Lobos de Ariquemes; 8º Lugar a EEEMTI Juscelino K. de Oliveira de Alta Floresta.
Destaca-se também a EEEMTI Brasília de Porto Velho, que foi a 11ª colocada entre as escolas estaduais e EEEMTI Capitão Silvio de Farias de Jaru, que foi a melhor escola do município. Além disso, as demais escolas mostraram grande evolução em relação a nota do Enem 2018.
Ao todo onze escolas participam do projeto. A Escola Estadual de Ensino Médio de Tempo Integral Simon Bolívar, de Guajará Mirim; EEEMTI Brasília de Porto Velho; EEEMTI Heitor Villa Lobos de Ariquemes; EEEMTI Capitão Silvio de Farias de Jaru; EEEMTI Alejandro Yague Mayor, de Ji- Paraná; a EEEMTI 7 de Setembro de Espigão do Oeste; EEEMTI Josino Brito, de Cacoal; a EEEMTI Marechal Cordeiro de Farias de Pimenta Bueno; EEEMTI Juscelino Kubitschek de Oliveira de Alta Floresta; EEEMTI Candido Portinari de Rolim de Moura e a EEEMTI Marechal Rondon de Vilhena.
O Programa Escola do Novo Tempo atendeu desde o início de 2017, quando o projeto foi implementado, aproximadamente 10 mil estudantes no Ensino Médio, sendo que a proposta pedagógica visa proporcionar aos estudantes formação integral em tempo integral, levando em consideração o jovem e seu Projeto Vida.
METODOLOGIA
O Ensino Médio em Tempo Integral funciona com ca rga horária diária de 9h30, com matrícula única. A proposta pedagógica conta com inovações metodológicas como, Aulas de Projeto de Vida, Tutoria, Disciplinas Eletivas, Aulas de Práticas Experimentais, Nivelamento das Expectativas de Aprendizagem, Avaliação Semanal, Clubes de Protagonismo Juvenil e Estudo Orientado, sendo que os professores participam de formações continuadas frequentemente para aprimorar sua atuação tendo como foco a formação do Jovem e o seu Projeto de Vida!
Para proporcionar esta formação ao jovem, o Modelo Pedagógico adotado nas Escolas Estaduais de Ensino Médio Integral (EEEMTIs) opera por meio de uma estratégia fundamental que se caracteriza pela ampliação do tempo de permanência de toda a comunidade escolar, equipes de gestão, professores, corpo técnico-administrativo e os estudantes.
Apesar de ser uma estratégia essencial, a modificação do tempo de permanência de todos na escola não é uma referência para sua a concepção e, sim, um mecanismo para viabilizar o projeto escolar fundado nessas duas estruturas (ampliação do tempo e formação integral).
A concepção de tempo e formação integrais, aliás, é um aspecto importante, pois se trata de compreender que o ponto de partida é a concepção dos princípios e premissas do modelo pedagógico que se materializa na prática pedagógica através do currículo e de estratégias definidas para a sua operacionalização.
Uma lógica inversa, e não adotada aqui, é a que define primeiramente quanto tempo o estudante permanecerá na escola para depois definir de que forma esse tempo serve ao currículo e como ele se articula ao projeto escolar.
Nas escolas participantes do Programa Escola do Novo Tempo leva-se em conta o desenvolvimento dos estudantes tanto nos aspectos cognitivos, quanto nos aspectos socioemocionais. Sendo assim, a proposta pedagógica se fundamenta em princípios educativos claramente definidos, que são os Quatro Pilares da Educação: aprender a conhecer, a fazer, a conviver e a ser; o Protagonismo; e a Pedagogia da Presença e Educação Interdimensional.
A abordagem metodológica do ensino é realizada tendo em vista eixos formativos, como a Formação Acadêmica de Excelência, Formação de Competências para o Século XXI e Formação para a Vida. Deste modo as EEEMTIs trabalham para formar jovens autônomos, solidários e capazes de concretizar seus Projetos de Vida.
Nos anos de 2017 e 2018, 1.466 estudantes se formaram nos 3º anos das EMTI’s e em 2019 a expectativa é de cerca de 1.000 estudantes.
« ANTERIOR
PRÓXIMA »

Nenhum comentário